top of page

Mais Recentes !

Isabela Galli

Nossa Mulher Positiva é Isabela Galli: executiva, mãe da Luiza (sua maior inspiração), VP e Gerente Geral da Avery Dennison na América Latina. Sua trajetória na multinacional, que é líder global em ciência de materiais, teve início há 30 anos, quando ela ainda estava descobrindo seus anseios e planos para o futuro. Isabela acredita que a vida é um grande aprendizado e desde cedo compreendeu a relevância do “ouvir”, uma das principais habilidades que levam à liderança e evolução. Sua atuação na Avery Dennison carrega a forte premissa da diversidade,  equidade, inclusão e práticas cada vez mais sustentáveis.



1. Como começou a sua carreira? A minha trajetória profissional teve início há 30 anos. Quando ainda estava descobrindo meus anseios e planos para o futuro, tive a chance de ingressar na Avery Dennison como estagiária, na área de qualidade e desenvolvimento de produtos. Passei pela área de assistência técnica, que me aproximou do contato com clientes. E isso me despertou a curiosidade pela área comercial. Transitei pelos departamentos de marketing, produto e desenvolvimento de mercado. Tive exemplos de líderes espetaculares que me inspiravam e guiavam por bons caminhos. Mas tenho que dizer que também aprendi com alguns a como não ser. Eu acredito que a vida é um grande aprendizado e aprendi desde cedo a importância do ouvir e levei comigo as melhores práticas. Inclusive, considero que essa seja uma das principais habilidades que nos levam à liderança e evolução, quando aprendemos a ouvir, ficamos abertos para os aprendizados e grandes insights. 

Depois de todo esse caminho na empresa, em janeiro de 2023, fui nomeada a nova vice-presidente e gerente geral da companhia na América Latina. 


2. Como é formatado o seu modelo de negócios da Avery Dennison? Avery Dennison é uma empresa global de ciência de materiais para identificação física e digital, que fornece inúmeras soluções, incluindo materiais autoadesivos, inlays e etiquetas de identificação por radiofrequência (RFID), entre outras soluções de comunicação visual.  Os produtos da companhia são usados em diversos segmentos em todo o mundo, incluindo cuidados pessoais e domésticos, vestuário, comércio eletrônico, logística, alimentos, bebidas, varejo, produtos farmacêuticos, automotivos, entre outros para solucionar os mais desafiadores problemas que o mundo enfrenta hoje relacionados à Redução de desperdícios, gestão de mão de obra, eficiência da cadeia de suprimentos, conexão de marcas e seus consumidores e maior sustentabilidade, transparência e circularidade. A empresa está presente em mais de 50 países, empregando aproximadamente 36 mil funcionários. No Brasil, estamos presentes desde a década de 70, há exatos 50 anos, com sede na região de Vinhedo (SP).  Temos 8 valores que nos guiam em todas as práticas e formas que fazemos negócios ao redor do mundo, são eles: Foco Externo, Diversidade, Sustentabilidade, Inovação, Coragem, Trabalho em equipe, Excelência e Integridade. Em meio a toda essa atuação, a Avery Dennison tem um forte compromisso de entrega de resultados consistentes ao mercado e todas as estratégias são concentradas nesse direcionamento, atreladas às ambições de inovação da companhia, que enxerga, para este caminho, a sustentabilidade e a diversidade como pilares fundamentais. Nossa jornada não é desconstruir ou mudar a rota, e sim, impulsionar a evolução contínua pela qual sempre trabalhamos


3. Qual foi o momento mais difícil da sua carreira? Um dos momentos mais difíceis foi uma tomada de decisão relacionada ao futuro da minha carreira, após um “Short Term Assignment” realizado na Europa em 2012 e se aceitaria assumir uma nova posição em uma região 5 vezes maior, se mudaria definitivamente para lá ou se retornaria à América Latina. Eu tinha minha filha naquela época com 5 anos de idade e questões familiares pesaram muito para mim naquele momento. Optei por voltar. Não me arrependo da decisão que tomei, mas tenho que dizer que foi o momento mais difícil que enfrentei sem sombra de dúvida. Em situações difíceis, sempre ponderei os pros e contras e também uma visão mais sistêmica. Naquela ocasião, não era apenas eu comigo mesma, tinha que entender as consequências das minhas escolhas para minha família também. E isso foi tão importante levar em consideração. Diria ainda que nós mulheres precisamos de uma rede de apoio para que possamos exercer bem os diferentes papéis da nossa vida como executiva, mãe, esposa, filha.


4. Como você consegue equilibrar sua vida pessoal x vida corporativa/empreendedora? Eu tenho alguns conceitos que acredito muito:

Precisamos fazer algo que amamos, isso tem haver com propósito, inspiração, foco, dedicação, produtividade. 

Pedir ajuda e ter uma rede de apoio. Isso é fundamental principalmente para uma mulher. Seja seu coach, mentor, chefe, terapeuta, amigo, colaborador, pai, mãe, vizinho. O importante é compartilhar suas inseguranças com pessoas que você confia, pessoas que te inspiram e que possam contribuir na sua jornada de evolução. 

Autocuidado. Precisamos estar bem para cuidar das demais pessoas ao nosso redor, seja familiares, os nossos colaboradores e também tem haver com a qualidade do nosso trabalho em geral. Estando bem fisicamente e emocionalmente, podemos dar o máximo de nós e apoiar os outros também a estarem na mesma condição. Para mim uma alimentação saudável, práticas de atividades físicas fazem parte da minha rotina. 

Priorizar. Saber que teremos que fazer escolhas na vida. É impossível fazer tudo, estar em todos os lugares e agradar a todos. Então, que façamos isso da forma mais inteligente possível. Analisando os prós e contras, os impactos e tendo coragem de dizer não a algumas coisas e pessoas. 


5. Qual seu maior sonho? Fazer parte da evolução de uma cultura corporativa e no mercado de forma em geral a diversidade, equidade, inclusão e mais práticas sustentáveis. Desenvolver pessoas, líderes e promover a união de forças e talentos para atingir esse objetivo. Atualmente, vivenciamos um movimento de conscientização crescente das empresas, atuantes em diversas vertentes, sobre a importância de práticas socialmente responsáveis e sustentáveis. Muitos negócios têm encontrado na colaboração e união de forças, um caminho promissor para a implementação de diferentes iniciativas que visam um bem comum: a promoção de impactos positivos, de maneira a englobar meio ambiente, sociedade, colaboradores e comunidades. Acredito que possa ajudar a concretizar esse impacto positivo na sociedade a partir do meu papel de líder.


6. Qual sua maior conquista? A minha vida toda e estar onde estou hoje, acredito ser minha maior conquista: Ser uma mulher, mãe da Luisa (que é a minha maior inspiração), e minha nomeação como vice-presidente e gerente geral da companhia na América Latina.  Minha chegada em um cargo de alta gestão de uma corporação global, demonstra, na prática, todas as ações da Avery Dennison voltadas para o desenvolvimento de pessoas, diversidade, equidade e inclusão.  Tenho orgulho em dizer que temos um robusto programa de desenvolvimento de talentos e que não sou um caso isolado. Costumo dizer que somos exportadores de talentos, temos colaboradores Argentinos, Colombianos, Mexicanos, Brasileiros que estão brilhando e exercendo funções de grande importância em outras partes do mundo e liderando times de alta performance. Entre as diretrizes que guiam as temáticas de DE&I (Diversidade, Equidade e Inclusão) da companhia, minha nomeação assegura, além de todo seu compromisso em capacitação e aprimoramento de competências ao longo dos anos, a materialização dos planos de liderança feminina da Avery Dennison, que tem trabalhado para aumentar a representação de mulheres em posições de liderança em diversos grupos de talentos, tendo como meta que 40% dos cargos de gerente e c-levels sejam ocupados por essas profissionais até 2030.  


7. Livro, filme e mulher que admira.

Livro: A Cabana

Filme: O Paciente Inglês 

Mulher que admira: Que pergunta difícil essa! Não tenho uma única resposta. Admiro tantas mulheres, muitas próximas a mim, que com suas habilidades de comunicação, resiliência, força, “poderes de multitarefas”, são grandes exemplos e grandes inspirações.  Das mulheres mais famosas do mundo eu admiro muito a Oprah Winfrey, porque não consigo imaginar tudo o que ela passou na vida para estar onde está, pelas conquistas e pelas vidas que ela ajudou e ainda ajuda ao longo de sua jornada. Sabemos que ser uma mulher exitosa em sua carreira requer seus esforços, dedicação e resiliência. Imaginem para uma mulher pobre, negra, com tantas dificuldades que ela teve que enfrentar na sua infância e adolescência, o tanto de força e superação ele teve que demonstrar. Tiro o chapéu para a força, inteligência e resiliência dessa mulher!

0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Commenting has been turned off.

Sobre Elas: Histórias que Inspiram Mudança

bottom of page